17 fevereiro 2016

Cuidados com a pele - Estrias: causas e tratamentos


Oi Amores, tudo bom?

Hoje vamos falar sobre as temidas estrias, vamos entender os fatores que causam o seu aparecimento e o melhor tratamento para a mesma.

     Antes de começar a buscar o tratamento para as estrias é preciso conhecer o fator do seu aparecimento.


     Elas são cicatrizes que aparecem quando há rompimento das fibras elásticas e colágenas na pele. A elastina e o colágeno são responsáveis pelo esticar e encolher da pele, mas eles possuem um limite, e quando chega ao extremo é rompida causando essas cicatrizes conhecidas como estrias.

As causas mais comuns de estrias são:

  • Ganho rápido de peso 
  • Gravidez
  • Rápido ganho de massa muscular
  • Fatores hormonais
  • Colocação de prótese 
  • Genética

     Existem dois tipos de estrias: as recentes e as antigas. As recentes são em tons avermelhados e podem apresentar inflamação e coceira. As antigas são no tom esbranquiçado e não apresentam inflamação e nem coceira. Em pessoas de pele morena ou negra as estrias podem apresentar coloração mais escura que o tom da pele.

    As estrias costumam aparecer nas coxas, quadris, glúteos, abdômen, seio nas mulheres e  nas costas e ombros em homens.

     Existem vários procedimentos estéticos que podem ser realizados para o tramento das estrias, lembrando que a eficácia do mesmo vai ser de acordo com a fase em que a estria se encontra, local e espesura.

Tratamentos mais indicados:


  • Ácido retinóico: encontrado em cremes, pode ser usado em casa mesmo, mas para se ter um bom resultado é importante manter a pele hidratada, usar diariamente o creme no local desejado e lembrar que esse método tem mais eficácia em estrias recentes.

  • Peeling: Funciona de forma similar aos ácidos aplicados em casa, porém de forma mais eficaz. Deve ser usado junto do peeling de cristal ou diamante que promove uma esfoliação estimulando a produção de colágeno

  • Microdermoabrasão: estimula a renovação do tecido e facilita a penetração de outras substâncias como o ácido retinóico. Deve ser feito por um profissional de estética.

  • Infravermelho: A luz penetra na derme chegando até 65°C, dessa forma promove a desagregação do colágeno e estimula a produção de novo colágeno, permitindo assim a remodelagem da pele, modificando a aparência da estria. Esse procedimento também deverá ser feito por um esteticista.
  • Subcisão: São inseridas agulhas nas estrias provocando hematoma, dessa forma o corpo elimina colágeno que irá repor a área da estria. Esse processo é utilizado para potencializar outros tramamentos para estrias

  • Laser ablativo e fracionado: Requer poucas sessões e é bastante eficaz em estrias antigas, porém pode causar desconforto na aplicação e nem todos os tipos de pele podem fazer esse tratamento.
  • Laser não - ablativo: Não causa desconforto e pode ser feito por todo tipo de pele e em qualquer época do ano, porém e necessárias um número maior de sessão para a sua eficácia.


     Vale lembrar que existem outros tratamentos para a estria, por isso deve-se procurar uma profissional de estética para avaliar a área a ser tratada e escoher o melhor tratamento. E para um melhor resultado deve-se manter a pele sempre hidratada bebendo bastante água e usando cremes hidratantes, de preferência um indicado pelo profissional. Outro detalhe importante é que certos tratamentos dependendo da fase em que se encontra a estria não irá fazê-la sumir 100%, mas irá melhorar significativamente a sua aparência.


Então é isso, beijos da Branca e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Branca Make-up - Por Chayene Martins
Layout desenvolvido por Daniela da Silva
Tecnologia do Blogger